Regulamentação da Profissão de Instrutor / Professor de Yoga

por:

Ao longo dos quase vinte anos de existência, a Federação Portuguesa de Yoga tem demonstrado a sua preocupação em relação ao facto da profissão de instrutor / professor de Yoga não estar devidamente regulamentada, o que levanta sérias questões relacionadas com a ausência de carreira profissional, a qualidade da formação e a segurança dos praticantes.

Fruto dessa preocupação decorrente também da responsabilidade que sente enquanto instituição de utilidade pública reconhecida pelo Estado Português, e na sequência de testemunhos recebidos por parte quer de professores quer de praticantes de Yoga, a FPY auscultou a Assembleia da República acerca desta matéria, em audiências presenciais decorridas entre Junho e Setembro de 2018.

Em simultâneo, procurou a FPY compreender a realidade dos restantes países europeus no respeitante à regulamentação da profissão, aproveitando o facto de ser membro efectivo da European Union of Yoga, uma instituição com 46 anos de existência que reúne, no mínimo duas vezes por ano, em assembleia de 20 federações representantes de 12 países europeus (não incluindo na contagem os membros associados).

Concluiu-se que em três países há regulamentação efectiva sobre a profissão e deu-se início aos trabalhos no sentido de aferir se fará sentido a União Europeia de Yoga propor uma legislação transversal aos diferentes países europeus, respeitando, naturalmente, a autonomia de cada país.

A FPY sentiu igualmente necessidade de auscultar a opinião pública e de trabalhar uma proposta de regulamentação da profissão juntamente com outros professores de Yoga, provenientes de outras escolas e tradições ou a operar como independentes.

É intenção da FPY que a lei que venha a ser aprovada corresponda à realidade de cada tradição, para que todos os instrutores / professores se possam rever nela e nela possam identificar a essência do que é o Yoga.

Assim, têm sido, neste âmbito, realizadas algumas reuniões públicas de trabalho, das quais foram lavradas as atas que podem ser consultadas aqui: http://federacaoportuguesayoga.pt/projecto-de-regulamentacao/

Numa fase em que a proposta de regulamentação do Yoga está a ser trabalhada, a FPY lança o convite a todos os que queiram colaborar neste processo a enviar sugestões ou a solicitar informação sobre como colaborar de forma mais directa usando o formulário abaixo.

Todas as opiniões são bem-vindas! Todos os contributos são importantes!

Data limite para envio 31 de Agosto

3 comentários para “Regulamentação da Profissão de Instrutor / Professor de Yoga”

Pode deixar uma resposta ou Siga este post.
  1. Bertila Ribeiro says: 2019/07/14 at 11:38

    Seja em que caso for, estás associações são sempre necessárias.
    Sozinhos vamos mais depressa, mas juntos vamos mais longe.
    Bem hajam 🙏

  2. Arthur Andrade Moreira says: 2019/07/14 at 12:05

    Bom dia a todos,

    é importante dar a devida atenção àqueles que já são instrutores há algum tempo, para que não haja violação da liberdade de atuação profissional àqueles que já atuam. Não deve haver vantagem nenhuma em criarmos uma classe de instrutores clandestinos que ensinariam Yoga, porém com denominações postiças para fugir da regulamentação, do tipo “meditação com Pilates ancestral”, por exemplo. Acho que deveríamos começar fortes e unidos. É bom lembrar que Yoga é união e amor.

    A minha sugestão é que se crie algum dispositivo que englobe, num primeiro momento, aqueles que tradicionalmente já atuam.

    Om Shanti, abraços

    Arthur Moreira

  3. Márcia Rocha * says: 2019/07/28 at 15:54

    Boa tarde
    Gostaria de colaborar ativamente neste projecto. Por favor contacte-me. bem hajam
    Namasté
    Márcia Rocha

Escreva uma resposta ou comentário

O seu e-mail não será publicado.