A minha primeira semana de meditação e silêncio

por:

Foi intensa, desafiante, dura, rica!

Várias vezes desesperei com as dores físicas; confrontei-me com o meu ego, os meus medos, dúvidas, resistências, desejos, expectativas; momentos sem fuga da constante atividade da minha mente, sempre com novos pensamentos!

Como guia e apoio, tínhamos os poderosos princípios:
1. nada é um problema (= aceitar tudo como é)
2. tenho infinita paciência (comigo e com tudo o que acontece)
3. não tenho expectativas

Com foco e intenção, após os primeiros dias, fui conseguindo aqui e ali regressar sempre ao essencial: quem Sou Eu para além deste corpo e desta mente? Quem Sou Eu, para além destas dores físicas, pensamentos, emoções?

Artigo Recomendado – O que é um Retiro.

De forma subtil, por vezes inconsciente, fui tocando uma dimensão do meu Ser, uma dimensão da Vida, mais além.

Encontrando entre as fascinações e devaneios da mente, entre as turbulências, breves instantes de amplitude, silêncio, pausa, serenidade, plenitude, permitindo-me simplesmente Ser, sem esforço e sem conteúdo.

Para redescobrir que essa dimensão já está Sempre presente em mim, que isso já é o que Eu Sou! Está presente no meu olhar límpido, no meu abraço genuíno, na minha expressão espontânea e criativa! Basta-me entregar, confiar e deixar fluir!

* Retiro guiado por Peter Bampton, Awakened Life Project

Também poderá gostar: Meditação para todos: primeiros passos

Escreva uma resposta ou comentário

O seu e-mail não será publicado.